Preço do milho em MG tem queda de 3,5% na última semana

07/Jun 2022 07:00  - Atualizado 4 semanas atrás

mercado do milho Minas Gerais

O mercado mineiro de milho segue pouco movimentado em volume de negociação. As pontas compradoras têm optado por puxar seus estoques enquanto os preços do grão permanecem nos patamares atuais. Considerando que os últimos dias foram de queda de cerca de 3,5% no valor do milho no mercado físico, os compradores têm se esforçado para esperar um recuo ainda maior para voltarem à rotina de aquisição.

Por outro lado, os produtores com maior fôlego no fluxo de caixa acabam por manter o milho armazenado mais tempo, visando picos na cotação do grão no futuro. Já aqueles que precisam capitalizar com mais urgência, acabam fazendo negociações pontuais a medida que as ofertas compradoras agradam.

Cotação do Milho

As principais cotações de milho Tarken desta segunda-feira, são:

  • Uberlândia: R$82,00
  • Unaí: R$77,70
  • Itanhandu: R$86,00

Além das diferenças no preço, outros dois fatores dificultam as negociações de milho: valor do frete e prazos de pagamento. Esse cenário não se limita ao estado de Minas Gerais, mas configura-se como um problema em escala nacional. Muitos compradores ofertam com prazos superiores a 15 dias, contrariando os produtores que têm condicionado suas vendas a pagamentos à vista ou com prazos bem inferiores, como de 3 a 7 dias, por exemplo.

Já o sorgo começa a ser sondado por algumas empresas compradoras, sobretudo as suinocultoras. Há expectativa de colheita do grão em regiões como: Minas Central, Triângulo Mineiro e Cerrado. Com isso, ele se torna uma alternativa, às vezes, mais viável do que o milho. Usualmente, calcula-se que a saca de sorgo gire em torno de 75 a 80% do valor da saca de milho.

Ofertas de Milho em Minas

A sinalização de boa parte dos compradores no Marketplace Tarken é de imersão no mercado em caso de continuação do recuo. Em Pará de Minas, um dos polos compradores do estado, o preço de corte almejado é na casa dos R$84 /sc.

Cotação da Soja

Quanto à soja, o volume de negociações spot é bem menor tendo em vista ao tempo decorrido em relação à colheita de 2022. O mercado físico, assim como no do milho, apresentou recuo, mas em menor escala: cerca de 1,6%.

As principais cotações de soja de hoje, segundo a Tarken, são:

  • Uberlândia: R$174,80
  • Unaí: R$172,00
  • Itanhandu: R$184,65

Mercado Externo

A guerra entre Ucrânia e Rússia segue sendo um grande fator de influência na cotação dos grãos na Bolsa de Mercadorias de Chicago, influenciando, por consequência, o mercado brasileiro. Recentemente, foram relatados ataques à Kyev, o que contribuiu para um aumento considerável do valor do Trigo.
Concomitantemente, os preços da soja operam em patamares mais baixos, sobretudo em relação aos contratos com entrega prevista para agosto em diante.

O milho, embora esteja operando com uma alta em relação aos últimos dias (tendo em vista contratos para julho e setembro), atualmente está em um patamar considerado baixo analisando-se o histórico de cotações.

Em regiões onde há o acompanhamento de perto pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), o milho já opera nos menores valores de 2022, segundo o indicador ESALQ, com recuo de mais de 2% na última semana.

Por fim, outro fator de impacto no trade de grãos nacional, é a importação de fertilizantes e custos dos insumos agrícolas. Conforme dados divulgados na última sexta-feira pela agência marítima Cargonave, as importações acumuladas até maio tiveram aumento de cerca de 16,5% em relação ao mesmo período no último ano. O momento de incerteza movido pelos acontecimentos globais recentes é o grande responsável por isso.

Todas essas notícias você encontra com mais detalhes no App da Tarken, basta baixá-lo na sua loja de aplicativos!

Mercado do Milho

Bernardo Miranda apresenta as principais movimentações no 🌽 MERCADO DO MILHO 🌽 em Minas na última semana. Ele analisa, também, quais os elementos que você deve “ficar de olho” na hora de comprar ou vender grãos nos próximos dias.

Achou relevante? Baixe nosso app para ler mais notícias, acessar as cotações do seu estado e encontrar a melhor oferta para você.