Perspectivas no Mercado do Milho para 2022

03/Dec 2021 15:20  - Atualizado 7 meses atrás

Agronegócio Mercado Mercado Externo Mercado Interno Milho Soja

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada divulgou uma nota sobre preços e mercados agropecuários, com perspectivas para 2022, além de análise do último trimestre de 2021 e do balanço de oferta e demanda. 

Segundo a pesquisadora associada da Ipea, Ana Cecília Kreter, para 2022, os dois principais grãos – soja e milho – contarão com estimativa de produção positiva, o que pode contribuir para uma maior oferta no mercado doméstico. Além disso, o Brasil é um dos principais produtores e exportadores da maior parte das commodities analisadas neste estudo. Qualquer mudança na estimativa de produção brasileira impacta também os preços internacionais.

A perspectiva é de safra recorde para a soja, recuperação e expectativa de recorde na produção de milho, prejudicada pela seca e geadas em 2021. A melhoria nas condições climáticas deve beneficiar algumas culturas, como, por exemplo, o milho. Os preços internacionais apresentam tendência de crescimento graças ao movimento de recomposição de estoques por parte de diversos países e ao aquecimento da demanda por grãos, principalmente os destinados para ração animal.

Além disso, a avaliação da corretora XP Investimentos aponta que os mercados futuros já estão precificando uma grande safra de soja para o Brasil e, embora com maior incerteza devido à previsão de chuvas e também maiores custos de fertilizantes, uma grande safra de milho. Para os analistas, o ciclo das commodities indica uma acomodação nos preços para o “médio prazo à medida que a oferta se recupera após vários anos de mercado climático”.