Novos casos de Covid na China comprometem a cadeia de fertilizantes

01/Apr 2022 16:35  - Atualizado 3 meses atrás

Mercado Externo

País enfrenta a maior crise da doença desde o início da pandemia, e o governo proibiu o tráfego de pessoas entre províncias, dificultando o transporte de produtos

As restrições de atividades para controle da Covid-19 na China estão interrompendo o fornecimento de fertilizantes para regiões agrícolas no nordeste do país, a apenas um mês do plantio da primavera, ameaçando as safras de milho e soja deste ano.

Os agricultores normalmente recebem o fertilizante no início de abril antes de aplicar nos campos no final do mês durante o plantio. Mas o pior surto de Covid na China desde o início da pandemia, há dois anos, desencadeou controles rígidos sobre o movimento de pessoas e mercadorias, diminuindo drasticamente as entregas.

Produtores, revendedores, analistas e associações de fertilizantes disseram que as regras que exigem que os motoristas de caminhão façam testes de Covid a cada 24 horas, a necessidade de obter passes especiais para entregar mercadorias e suspensões de fábricas devido a casos locais estão contribuindo para a escassez de suprimentos.

França:

A França está enfrentando sua pior crise de gripe aviária da história, já que uma rara retomada de surtos do vírus altamente contagioso atingiu as maiores regiões produtoras de aves do país, com abates de mais de 12 milhões de aves.

O vírus, trazido por aves selvagens que migram no outono, levou ao abate de cerca de 4 milhões de aves na parte sudoeste do país, e agora enfrenta casos nas duas regiões que são as maiores produtoras de aves do país.