No Brasil, mercado se prepara para possíveis altas após aperto no mercado em Chicago

02/May 2022 14:29  - Atualizado 2 meses atrás

Brasil Chicago mercado do milho podcast

No mercado do milho, vimos na última semana um processo de alta para Chicago. Isso ocorreu, principalmente, pelo conflito Rússia e Ucrânia, que estimulou a demanda por cereais que estava concentrada no leste europeu para a América do Sul e do Norte. Além disso, temos um novo início do ciclo safra norte-americano, que começa cheio de preocupações, especialmente com os excessos pluviométricos no cinturão agrícola, criando movimentos mais agressivos ao milho em Chicago.

O movimento de alta em Chicago se reflete no mercado interno do Brasil, e a expectativa é que as cotações se mantenham sustentadas no médio e longo prazo. Isso decorre dos mapas climáticos de curto prazo, que permanecem úmidos na parte do cinturão, impedindo o progresso do plantio em solo norte-americano. No mais, existe no radar de longo prazo previsões mais secas para junho, julho e agosto, períodos cruciais do desenvolvimento do milho nos Estados Unidos.

Thiago Carvalho