Mesmo com crescimento no 4º trimestre, setor agropecuário retrai em 2021

04/Mar 2022 15:23  - Atualizado 4 meses atrás

Frango Mercado Interno Milho Soja

IBGE aponta valor de R$581 bilhões para PIB Agropecuário do Brasil

Após queda considerável no desempenho da economia com os desdobramentos da pandemia, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta crescimento de 4,6% no Produto Interno Bruto do país, comparando os resultados de 2020 e 2021. O crescimento foi impulsionado pelos setores de Indústria e Serviços, responsáveis por 90% do PIB, mas a Agropecuária apresentou retração de 0,2% em comparação com o ano de 2020, impulsionado pelo desempenho dos mercados da cana-de-açúcar, milho, café, bovinocultura, e às adversidades climáticas que atingem o Sul do país desde dezembro e afetaram os resultados da safra.

No quarto trimestre de 2021, a agropecuária cresceu 5,8% considerando o desempenho do trimestre anterior. Em comparação com o mesmo período no ano passado, o setor registrou retração de 0,8%. Nos últimos três meses de 2021, o PIB da Agropecuária em 2021 em valores absolutos foi de R$81 bilhões. No ano passado, o valor foi de R$581 bilhões.

Nos setor de suinocultura, os valores médios do suíno vivo recuaram ainda mais em fevereiro, e voltaram aos menores patamares desde agosto de 2018, segundo pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). A queda se deu pela redução das demandas externa e interna na primeira quinzena de fevereiro, e a alta oferta de animais disponíveis, ainda elevada O preço médio do suíno comercializado em São Paulo foi de R$5,49 kg em fevereiro, queda de 0,6% frente a janeiro e 31,1% abaixo do de fevereiro/21.

Já os preços do frango caíram consideravelmente no início de fevereiro, tornando impossível a reversão das perdas registradas. A partir da queda do preço do frango, os outros produtos de origem agrícola, como ovos, também apresentaram queda ao longo do mês de fevereiro. A baixa liquidez do produto, aliado à grande oferta de carne de frango disponível no território, pressionam ainda mais os preços, com as maiores baixas registradas no Sul do país. Em Toledo (PR), o frango inteiro congelado registrou média de R$6,89/kg em fevereiro, recuo de 9,9% frente à de janeiro.

A partir do próximo sábado, dia 05/03, a China irá suspender, novamente, as importações de carne de frango de mais uma unidade da BRF no Mato Grosso, sem indicação de retomada de negócios em um futuro próximo. O governo do país ainda não justificou a decisão, mas já vinha reduzindo as compras de frigoríficos desde 2020, com o objetivo de realizar um maior controle sanitário em meio à pandemia de Covid-19. Em Plano Rural divulgado, a China já havia manifestado interesse em reduzir sua dependência de grãos e produtos agrícolas de outros países, com novos projetos e subvenções a serem disponibilizadas em um futuro próximo.