Mercado futuro de milho volta a recuar após queda do dólar

09/May 2022 13:59  - Atualizado 2 meses atrás

mercado do milho

Os futuros do milho negociados na B3 voltaram a recuar. Mais uma vez, parte da pressão veio do dólar, que caiu agressivamente. A moeda americana sentiu a pressão, em especial após anúncio do Federal Reserve — o banco central norte-americano — de aumento de taxas de juros no país.

Quase três meses após o início da guerra entre a Rússia e Ucrânia, a oferta de fertilizantes utilizados na produção do agronegócio ainda preocupa representantes do setor no Brasil. O principal temor diz respeito ao abastecimento de químicos que serão utilizados na chamada safra de verão, iniciada em setembro e outubro. O impacto pode ser mais significativo para as culturas do milho, soja, sorgo e feijão, as principais cultivadas neste período.

No Triângulo Mineiro, por exemplo, 62% da demanda de fertilizantes para o plantio de milho e soja na safra de verão já está negociada, mas há uma incógnita em relação ao recebimento da carga em função das dificuldades logísticas de despacho de mercadorias no leste europeu em função da guerra.

No aplicativo da Tarken temos ofertas firmes de milho, sorgo e soja, além disso você consegue ver gratuitamente conteúdos, acompanhar cotações e os principais indicadores de mercado.