Mercado do Milho no NE e TO: após início frio, mercado esquenta com preços estáveis à medida que compradores e vendedores ajustam valores

31/Jan 2022 13:43  - Atualizado 5 meses atrás

bahia Luís Eduardo Magalhães Maranhão mercado do milho nordeste Paraíba Pernambuco podcast

No nordeste do Brasil, a última semana começou com o mercado esfriando e com baixo volume de negociações em toda região. Houve um aumento da assimetria de preço no mercado, com produtores elevando os preços, e compradores descendo os pedidos. 

No meio da semana, tivemos uma melhora na simetria do mercado, e o sentimento que ficou foi de arrefecimento nos preços. Sendo assim, tivemos um pequeno aumento no volume de negócios fechados, com produtores aceitando abaixar os seus preços. No oeste da Bahia, a média de preço baixou para R$81 a saca.

Conforme relatado, as pedidas expedidas a R$80 cresceram e já começamos a enxergar negócios saindo abaixo de R$80. Em Luís Eduardo Magalhães, no estado do Piauí, a média de preço se estabilizou em R$80 a saca, enquanto que no estado do Maranhão, a simetria de preço segue com produtores variando as medidas entre R$82 a R$84 a saca. 

Já na ponta compradora, vemos estabilidade nas buscas durante toda a semana, tanto no estado da Paraíba quanto Pernambuco a média se mantém em R$95 a saca.

Higor Rocha