MAPA remaneja R$840 milhões para equalização de taxas de juros no Plano Safra

18/Feb 2022 17:02  - Atualizado 4 meses atrás

Agricultura Agronegócio Mercado Interno Milho Soja Sul

Entidades rurais no sul do país temem que o valor possa não ser o suficiente

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em conjunto com o Ministério da Economia, conseguiu remanejar recursos estimados em R$840 milhões para equalização de taxas de juros de linhas do Plano Safra de 2021/22, bloqueadas desde o início deste mês.. Cerca de R$415 milhões devem vir de uma ação orçamentária da política de garantia de preços mínimos, e a liberação irá acontecer após encontros entre entidades e políticos da região Sul do país. A Federação dos Trabalhadores Rurais e Agricultores Familiares do Paraná (Fetaep) participou dessas reuniões, mas apesar de considerar a proposta realista, teme que o valor seja insuficiente. 
O Tesouro Nacional optou por suspender novos pedidos de financiamento de crédito rural após anúncio do aumento da taxa Selic, taxa básica de juros no Brasil. A suspensão ocorreu no âmbito do Plano Safra, já que não contava com recursos o suficiente para realizar a equalização de juros. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) fez um pedido de suplementação de verba para o governo federal, de modo a não comprometer o orçamento do Plano Safra.