Ifag rebaixa a estimativa de produção da safrinha em GO

03/Jun 2022 08:00  - Atualizado 4 semanas atrás

Goiás mercado do milho

O último Boletim de Monitoramento dos Cultivos de Verão da Conab mostrou que a seca das primeiras semanas de maio causou estragos menos intensos no estado do que se imaginava. Apesar de ter sofrido com a restrição hídrica, as chuvas chegaram nos últimos sete dias do mês, principalmente na região sudeste do estado, o que beneficiou as lavouras de milho segunda safra em desenvolvimento, floração e enchimento de grãos.

Por falar em segunda safra, já vemos alguns produtores começando com a colheita, mesmo que ainda de forma pontual. Apesar de ainda estar no início, a previsão é de que a produção estadual seja revisada para baixo.

Até o mês de março, o Ifag – Instituto para o fortalecimento da agropecuária de Goiás – estimava em mais de 11 milhões de toneladas a produção total de milho neste ciclo 2022. Esse patamar já foi rebaixado para cerca de 9,5 milhões de toneladas.

No mercado futuro, o preço do milho safrinha vem recuando. Esse desinteresse na venda é natural, já que os produtores estão com foco em capitalizar com a venda do milho no mercado spot.

A última semana foi marcada pela queda dos contratos na BOlsa de Chocago, a CBOT. Esse movimento é reflexo da iminência da criação de um corredor sanitário que permitiria escoar a produção agrícola ucraniana. O avanço do trabalho de campo no Meio Oeste norte-americano é outro fator importante a ser considerado.
Já do lado da ponta compradora, tendo em vista o recuo na CBOT, percebemos interesse em aproveitar a queda dos preços de milho para Julho, visando garantir o estoque sem correr os riscos da volatilidade do mercado físico.

A Cotação Tarken mostra tendência de queda nos preços da saca do milho em Rio Verde que passou de R$78 no final de maio para R$74,70 hoje, dia 02 de junho. Em Jataí, a cotação é de R$73,71.

Mercado do Milho


Karol Borges apresenta as principais movimentações no 🌽 MERCADO DO MILHO 🌽 na última semana em Goiás. Ele analisa, também, quais os elementos que você deve “ficar de olho” na hora de comprar ou vender grãos nos próximos dias.

Achou relevante? Baixe nosso app para ler mais notícias, acessar as cotações do seu estado e encontrar a melhor oferta para você.