Em novo relatório USDA aumenta projeção para produção de soja e reduz milho

01/Apr 2022 12:01  - Atualizado 3 meses atrás

Mercado Externo

Relatório motivou transações expressivas na bolsa de Chicago, fazendo a oleaginosa fechar no menor valor dos últimos 30 dias.

Em novo relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a projeção para a produção de soja no ano de 2022 é a maior já registrada para o produto. A estimativa ficou em torno de 90 milhões de acres, cerca de 36 milhões de hectares, estando acima das projeções de especialistas, que giravam em torno de 88 milhões de acres. O cenário positivo fez o preço da soja cair significativamente na Bolsa de Chicago, fechando no menor patamar em 30 dias.

O aumento significativo na produção de soja reduz o cenário de incertezas sobre o produto, tornando a procura pela oleaginosa menor frente a uma alta oferta, deixando os preços cada vez menos atrativos. Já o milho, por outro lado, segue em alta, dado a queda de quase 4 milhões de acres, segundo o relatório. A redução na área de produção infere em uma menor disponibilidade de milho, resultando em uma menor oferta, maior procura, e altas no preço.

Especula-se que os produtores optaram por favorecer a soja em detrimento do milho devido ao alto custo e incertezas de fornecimento de fertilizantes, dado que a cultura de milho requer maiores investimentos do insumo.