Conflito no leste europeu abre oportunidades para o agronegócio brasileiro

23/Mar 2022 16:12  - Atualizado 3 meses atrás

Agronegócio Mercado Interno Milho

Dados do Ipea revelam reflexos importantes para a economia mundial

Além dos impactos à população e atividades econômicas locais, o conflito entre Rússia e Ucrânia reverbera de forma significativa na economia mundial, com preços de commodities e insumos agrícolas atingindo altas expressivas desde o começo do conflito. O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revela alguns reflexos  importantes para o agronegócio brasileiro diante dessa conjuntura, apresentando fatores de preocupação e de oportunidades.

Segundo o instituto, o aumento dos preços de algumas commodities agrícolas como soja ,trigo e especialmente o milho abre uma janela interessante de oportunidade para o agro brasileiro, em particular frente à uma possível abertura do mercado chinês. 

O Brasil é o maior fornecedor de soja do país asiático, mas as vendas de milho estão longe de atingir qualquer parâmetro significativo. Com a presente queda nos preços e condições atrativas, os compradores de milho chinês podem se voltar ao Brasil para o fornecimento do grão. Segundo o Instituto, mesmo com a resolução do conflito, a alta nos preços gerada pela instabilidade tende a permanecer, especialmente com a possível aplicação de novas sanções ocidentais à Rússia.

A curto prazo, a economia brasileira se beneficia com a entrada de capital estrangeiro em busca de investimento na Bolsa de Valores, especialmente nas empresas ligadas à produção de alimentos e também no mercado de renda fixa, por causa da taxa de juros.

Por outro lado, será um desafio para o agro brasileiro conseguir aumentar a produção de alimentos com uma oferta menor de fertilizantes, já que Rússia e Ucrânia são dois dos maiores produtores e exportadores desse insumo. 

O estudo do Ipea revela que esse cenário pode aumentar a insegurança alimentar no mundo.