Apesar de avanço na colheita de soja, chuvas seguem prejudicando comércio do grão

07/Feb 2022 16:35  - Atualizado 5 meses atrás

Agronegócio Milho

A safrinha do milho, que é semeada após o período de colheita da soja, já foi plantada em quase um quarto da área designada

Até o presente momento, a colheita de soja da safra 2021/2022 já atingiu 17% da área cultivada no Brasil, afirma Safras e Mercado em nota, apresentando desempenho positivo frente ao comparativo na mesma época do ano passado, em 4%.  No entanto, especialistas apontam preocupação com o ritmo de colheita da soja, sendo mais lento do que o esperado devido às chuvas que permanecem em Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul.

A precipitação impossibilita os trabalhos de colheita devido ao aumento da umidade do solo, sendo necessário agir ao longo dos intervalos com estiagem. Mesmo os grãos colhidos nos intervalos de estiagem sofrem com os impactos da chuva, devido ao aumento da umidade no ar ao qual são expostos; o grão é especialmente afetado nas operações de transporte e armazenamento, reduzindo a qualidade geral da soja e reverberando no tempo de recebimento e escoamento do milho.
Para a safra de milho verão, a colheita já chega a 18% ante os 14% do ano passado na região Centro-Sul. Já a safra inverno, ou safrinha, apresenta 24% de plantio realizado, frente aos 3% do ano anterior, diz AgRural.