América do Sul apresenta redução de 13% na atual safra de soja

04/Mar 2022 17:30  - Atualizado 4 meses atrás

Mercado Externo Milho Soja

Dados da DATAGRO apontam redução na Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai, além do Brasil

Em novo levantamento, a DATAGRO aponta que a produção de soja na América do Sul deve ficar em 181,84 milhões de toneladas na safra 2021/22, sendo 13% menor do que a estimativa anterior, representaria uma quebra de 8% sobre o recorde de 198,35 milhões da temporada passada.

A projeção para a Argentina foi reduzida de 48 para 41 milhões de toneladas de soja, 10% abaixo da temporada passada devido à estiagem causada pela La Niña. Já no Paraguai, a estimativa gira em torno de 4,68 milhões de toneladas no somatório das safras de verão e de inverno. Na Bolívia, o levantamento indica produção de 3,40 milhões de toneladas, acima da previsão  inicial de 3,2, enquanto que no Uruguai, a projeção é de 2,5 milhões de toneladas de milho, 12% ou 330 mil toneladas abaixo da projeção anterior.

Mercado da Soja:
O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) liberou os atuais números de exportação e venda de soja do país. O volume total é de 339 mil toneladas de soja, divididos em 106 mil toneladas direcionadas para a China, 108 mil toneladas da oleaginosa para o México, e 125 mil toneladas de soja para destinos não revelados, todos a serem entregues para a safra 2021/22. A China deixou de comprar a soja do Brasil, devido a quebra de safra e complicações logísticas, e se voltou para o mercado norte-americano para atender a demanda interna.